A terapia das limpezas #1

(Quero desejar a todos um ótimo 2019, que tentem cada dia ser melhores pessoas)

Novo ano, nova rubrica/crónica...

Sobre limpezas e o seu poder terapêutico...

Sim, há momentos em que acho que limpar é uma chatice, é aborrecido, é uma perda de tempo!
Mas existem aqueles poucos momentos em que a vida não corre bem, em que o meu estado mental não é o melhor e acabo por encontrar nas limpezas ou arrumações, algo que me ajuda a melhorar!

Organizar ou limpar algo faz magia ao nosso cérebro. Parece que também ele se organiza e limpa, melhorando o nosso estado de humor.


Nesta rubrica vou contar o que é que me deu "na gana" para fazer nestes momentos de crise. E quem sabe, até partilhar dicas úteis e interessantes contigo!
Fonte

A limpeza que me motivou a criar este post, foi uma limpeza geral às gavetas. E não falo em tirar, arrumar, separar roupas... Nada disso! Eu fui mais longe... tirei todas as gavetas do meu quarto fora, tirei tudo o que estava lá dentro e limpei cada frizo dos móveis, as gavetas por dentro e fora, a parte interior do móvel, tudo.... Limpei as gavetas literalmente! Estavam num estado horrível, aquelas zonas onde as gavetas correm para abrir e fechar e nós nunca mexemos...


Para retirar bem essa sujidade, usei um pano seco com produtos de limpeza. Eu gosto daqueles que têm efervescência. O ideal seria mesmo um apropriado para os móveis. Vinagre de Limpeza Dona Pureza também é bom (o melhor só por ser sem crueldade animal) mas recomendo mudares para uma embalagem que te proporcione usar em spray porque é mais fácil de espalhar.
Resultado de imagem para Vinagre de Limpeza Dona Pureza
Ouvi dizer que Cillit Bang também é bom. Que eu saiba não existe versão para móveis mas qualquer uma deve funcionar.

Enfim, depois de ter limpo todas as gavetas, voltei a colocar todas as roupas arrumadas. Senti-me cansada, com dores de costas mas parece que a minha cabeça se tranquilizou e organizou. Fez-me bem!

Agora o próximo passo, quando estiver numa destas crises mentais, é perfumar tudo e ainda nem sei bem como. Depois conto-te o episódio...


Sem comentários:

Enviar um comentário

Obrigada pela tua dúvida, sugestão ou opinião.
Respondo sempre por baixo do teu comentário.