O Guia Completo para quem tem ou quer ter um cão - Cool Dog

Guia quase completo, corrijo eu.
Irei referir o que acho que ficou a faltar neste livro e os temas bem abordados.


Fonte

Na capa do livro, temos a informação de que este é um guia para quem tem ou quer ter um cão. Sendo assim, deveria existir um capítulo inicial sobre:

  • a escolha de ter um cão (adotar ou comprar) referindo que é muito melhor adotar por imensos motivos
  • o que analisar antes da decisão
  • o tipo de cão consoante a personalidade da pessoa, casa, crianças, etc.
O primeiro capítulo que nos é apresentado é sobre a alimentação. Referem a alimentação caseira com carne crua (Raw Meat Based Diet) mas não falam do BARF (Comida Crua Biologicamente Apropriada) que é um conceito muito mais amplo.

Tem boas ilustrações explicadas passo a passo sobre:

  • o tipo de escovas que existe para escovar
  • o banho
  • a limpeza dos ouvidos
  • o corte das unhas
  • como dar medicação oral
  • aplicar gotas oculares e para os ouvidos
  • a aplicação de pipetas.
No entanto, falta referir que nem todos os donos conseguem seguir estas etapas por diversos motivos (nem todos os cães deixam) e mais vale levar a um profissional do que arriscar, stressar o cão ou mesmo magoá-lo fisicamente.

Fonte
O capítulo da Educação poderia estar mais desenvolvido.

Nos tipos existentes de coleiras poderião referir o mais adequado consoante as características dos cães e até conforme as raças.

Não gostei do capítulo do desporto com cães porque acho que não fizeram ressaltar o suficiente que o bem-estar animal deve estar em primeiro lugar. Na realidade, o que está em primeiro é ganhar sujeitando muitas vezes os animais aos maus-tratos.

Falta um capítulo sobre os maus-tratos que não são só físicos (bater, magoar). Neste capítulo poderia ser explicado o que fazer nestes casos.

Ainda sobre o capítulo do desporto, existe um sub-capitulo sobre  Mondioring que diz que os cães melhores e com mais competências são escolhidos para reprodução!
Falam das corridas de galgos como se fosse um desporto normal... se é ilegal em alguns países é porque tem motivo de ser.

Gostei que falassem de Pet Walkers.

Falam muito de cães de raça e pouco de rafeiros e cruzados.

Existe um capítulo sobre "cães de trabalho social" como os cães guia. Trabalho Social? Trabalho? Não! Isto é uma parceria entre homem e cão. Não é trabalho, não são maus tratos.

Têm uma "anotação" lateral a dizer para não abandonar... Deveriam dar mais destaque ao abandono e aos maus tratos, como já referi.

Existe todo um capítulo para reprodução e neonatologia que incentiva, obviamente, à reprodução. Tu que lês tens noção dos maus tratos que as cadelas, principalmente de raça, sofrem para depois os seus filhos lhe serem retirados e vendidos? Quando há tantos na rua e ainda há pessoas que compram...
E depois esses filhotes, não são esterilizados, são para fins de reprodução, a história repete-se, os cães de rua abatem-se, os perdidos, os abandonados, tudo porque há "excesso de população" descontrolado porque o homem assim o forçou...!!
Antes de um capitulo deste (ou mesmo abolição dele), deviam falar da esterilização, da importância de não procriar... E não estou a falar só de esterilizar a nossa cadela ou cão, mas sim a importância de esterilizar também os animais "de ninguém" mas que são da responsabilidade de todos nós.

Eu compreendo que as escritoras quisessem ser profissionais e não colocar juízos de valor no seu livro, no entanto, é um livro para as pessoas lerem. Se é escrito por "profissionais" é de confiança. É importante mudar a mentalidade das pessoas passo a passo, principalmente relativa à procriação, esterilização e maus tratos! Isso passa por todos mas principalmente por quem é bem visto como sabendo mais, como é o caso destas médicas veterinárias.
Estou desiludida com o livro nesse aspeto mas ainda mais com quem o escreveu.

Escrevem sobre todas as vacinas mas não falam quais são obrigatórias. Referem o microchip mas não as variedades de tamanho e preço nem referem as bases de dados da SIRA nem do SICAFE.
Referem a obrigatoriedade do registo e licenciamento.

Mais à frente, referem a esterilização, benefícios e etc. mas coisa pouca dada a tão grande importância deste assunto que no livro, foi evitado.

Existe um capítulo dedicado à obesidade mas não ao baixo peso.

Tem um bom capítulo de geriatria tal como de primeiros socorros, com imagens muito ilustrativas. No entanto, poderiam ter colocado situações mais frequentes de quando é necessário socorrer o nosso, ou outro, animal. Refiro-me a atropelamentos, embora fraturas e hemorragias fossem referidas, existem outros procedimentos específicos para esta situação que não foram referidos no livro. 

Há um capítulo final "Registos do meu cão" para anotar dados, fotos etc.

Disponível para compra na Bertrand, Wook...

Sem comentários:

Enviar um comentário

Obrigada pela tua dúvida, sugestão ou opinião.
Respondo sempre por baixo do teu comentário.