Resenha Série A Noite do Dia - Volume I e II

Há uns meses atrás, recebi da Chiado Editora o Volume II "Luar Negro" desta série escrita por Ana Soraia Pereira Campos. Não o pude ler porque não tinha o primeiro volume comigo, "Lágrima de Sangue". Aguardei até o ter finalmente. 


Li estes dois livros em aproximadamente uma semana porque comecei a ler e não descansei enquanto não acabei. Se o terceiro livro da série já tivesse sido publicado, já o tinha lido também!

Desde a primeira página que a história me prendeu: fala de um vampiro sedento de sangue, uma humana com poderes sobrenaturais, um anjo da guarda, com arcanjos, bruxas e cópias à mistura... como a própria diz "uma fusão de fantasia, magia e ilusão". 

Eu já sabia para o que vinha e sabia também que estes livros foram inspirados nas séries, filmes e livros da "moda". Isso nota-se claramente nos nomes dos personagens (Bella - Crepúsculo; Stefan e Katherine - The Vampire Diaries; Os Originais que são misturados com os Voluturi de Crepúsculo, The Vampire Diaries e The Originals entre outros) e em certos pormenores. Conseguimos reconhecer isso facilmente mas não penses por isso, que é uma história igualzinha e que não vale a pena ler. Estás enganado(a)!

Eu não te quero contar porque perde a piada mas deixo-te a sinopse dos dois nas fotografias.



Tenho de dizer que a escrita é bastante leve embora apresente alguns erros ortográficos (algo que já critiquei antes noutros livros - pelo que parece, a editora não faz uma revisão, pelo menos, como devia). Notei que também há algumas divergências entre capítulos na estrutura e na aparência. Por exemplo, alguns capítulos são divididos e outros não (ou a simples mudança do tipo de letra).

São vários os personagens que narram a sua história ao longo dos dois livros. No segundo, a irmã da personagem principal, narra mais e achei isso um aspeto positivo. Ainda assim, eu queria mais narrativas sem ser a própria Katherine. É interessante saber os pontos de vista dos outros (seria interessante ver o de Iam também).




Algo que foi bem construído foi que, enquanto leitora, eu também passava pelas dúvidas das personagens, nomeadamente da personagem principal Katherine que desconfiava de outros personagens. Isso intrigava-me e fazia-me querer saber mais. Uma dessas intrigas sobre a verdadeira natureza do anjo da guarda, Ian, ainda não foi revelada e acredito que o seja no terceiro livro.


Até agora notei algumas falhas de alguns personagens que são referidos e depois desaparecem, como é o caso de William. E outras que parece que são "forçadas" ou pelo menos, ainda não sei o papel delas aqui.

Há também algumas pequenas incongruências mas é natural. No entanto, tenho de dar os parabéns à escritora pelo maravilhoso enredo. Se não fosse bom, eu não tinha gostado tanto de ler! Não é um clássico, não é só mais uma história de vampiros...

Estou mesmo ansiosa para o Volume III que se vai chamar "Alma Imortal". Para quando?

P.S.: o design da capa está lindíssimo

Sem comentários:

Enviar um comentário

Obrigada pela tua dúvida, sugestão ou opinião.
Respondo sempre por baixo do teu comentário.