Como calcular corretamente o ano de vida

Hoje trago-vos um tema particularmente interessante aqui no Ser Mulher!!

Não é raro encontrarem pela Internet programas, ou até mesmo informação sobre como calcular o vosso ano pessoal, mas, esta informação, apesar de correta, pode conter algumas falhas!

Isto é simples, na verdade a informação que consta na Internet é bastante genérica, caso contrário tornava-se além de uma massada para quem lê, uma confusão, pois nem todos têm de perceber os cálculos a 100%.

E, nesse contexto resolvi escrever este texto, dado que existe realmente muita informação a esclarecer.

O facto de em qualquer informação da Internet o fazer chegar à conclusão que está em determinado ano, isso não significa necessariamente que as coisas sejam exatamente como estão escritas. Para já, porque é uma informação muito generalizada, depois, porque a energia do ano é apenas, UMA DAS TENDÊNCIAS que regem um ano pessoal.

Na verdade, no método que utilizo é uma das 6 tendências que regem um ano pessoal por completo.
Ou seja, por mais que uma informação geral lhe mostre que está num ano que determine fechos e conclusões de ciclos, e, portanto, um ano mais denso. Isso não significa que dentro desse mesmo ano não tenha sub-energias que lhe apresentem realização pessoa e novos inícios. Coisa que vai fazer desse ano aparentemente mais denso, um ano mais leve e mais positivo.

Perceber ao certo o ano que estamos a atravessar é não só importante como necessário, uma vez que as energias secundárias também ditam muita informação acerca do que pode esperar de determinado ano.
Não é começar logo a ficar muito contente ou muito desmoralizado, quando se lê apenas uma das energias que compõem o ano, e, depois acaba-se por dizer que afinal, não era bem assim e que estava tudo errado! Não.

Tal como as pessoas não se diminuem a um só número, assim os anos também não. Os anos são avaliados com muitos números, e é a partir desses mesmos números que devemos trabalhar a fim de trazer a informação correta às pessoas. Um exemplo: um ano 6 que tem origem num 15 é completamente diferente de um ano 6 que tem origem num 24. Apesar de ambos resultarem numa energia final 6, eles partem de inícios completamente diferentes, e, por conseguinte,levam com eles objetivos também eles bastante diferentes.

Ainda… dentro dessa energia 6, existirão sempre mais números (os números dos trânsitos pessoais) para avaliar. Assim sendo, isso, vai mudar radicalmente cada um destes diferentes 6.

É por este motivo que muitos não se identificam com a energia do seu ano pessoal, pois a energia principal, pode ser uma, e os seus trânsitos indicarem o contrário. É necessário sempre uma avaliação de cada trânsito ao pormenor, para então assim sermos os mais específicos e certeiros possível!

Sem comentários:

Enviar um comentário

Obrigada pela tua dúvida, sugestão ou opinião.
Respondo sempre por baixo do teu comentário.