Série: Constantine

Comecei a ver esta série há algum tempo porque a personagem principal apareceu uma vez em Arrow, série que já vos falei e que sigo afincadamente, e fiquei curiosa em saber mais também para entender melhor as conexões.
Esperava algo diferente, porque não conhecia nada. Esperava algo mais mágico e menos de espíritos do mal e etc. Volto a referir, sei que no passado houveram filmes e BD sobre John Constantine mas eu não conhecia então não posso falar muito a respeito e criticar corretamente.


Segundo o que pesquisei, John Constantine em 1964 já era o protagonista, anti-herói da banda desenhada Hellblazer (traduzido como "desbravador do inferno"). Geralmente as suas histórias são ligadas à magia e ao sobrenatural. Ele pertence à editora DC Comics.

A série fala sobre Constantine, um exorcista sombrio, detetive oculto, vigarista, "mestre das artes ocultas", que está a lutar com os seus pecados passado enquanto tenta proteger a humanidade da maior ameaça sobrenatural.


Sempre acompanho pelos seus amigos, todos eles também envolvidos no mundo sobrenatural, John enfrenta demónios, vampiros, fantasmas entre outros seres nada amigáveis, que enganam e causam o mal sem olhar a quem para atingir os seus objetivos pessoais, ferindo pessoas sem qualquer arrependimento.

Constantien é uma mago um tanto individualista, com personalidade forte, que não hesita em insultar anjos, fazer gestos obscenos e arriscar vidas alheias.

Pelo que li, a personagem Constantine foi bem encarada pelo ator Matt Ryan e eu tenho de concordar que a sua representação foi excelente.

Tenho pena que a série não tenha sido renovada para uma segunda temporada porque senti que no decorrer da primeira, muitos assuntos foram mal trabalhados e até apressados. Isso também é explicado devido à má reação e aceitação logo no episódio piloto. Por causa disso, o percurso da série foi alterado na esperança de conseguir um resultado melhor mas sem êxito. No entanto, isso causou alguma atrapalhação. No piloto é nos apresentada Liv que nunca mais aparece na série e que se nota, claramente, que foi despachada. Ainda esperei até ao último episódio para ter uma explicação, mas sem sucesso. Por falar no último, aí sim, acho que a série teve um momento que ninguém estava à espera e que podia mudar drasticamente tudo na segunda temporada, se fosse bem usado e explicado. Confesso que não gostei do fim, simplesmente porque sem uma segunda temporada não tem grande sentido...


Acho que a continuar o que criaram mesmo no fim da temporada e, quem sabe,  envolvê-la com outra de sucesso (mais em Arrow, por exemplo), isto poderia andar para frente até porque o próprio Constantine, a sua personalidade, tem muitos fãs e faz sucesso. Quem sabe se no futuro não voltam com mais uma temporada ou o incluem noutra série, eu adoraria ver o resultado!




2 comentários:

  1. Eu cá não sou muito de acompanhar séries!

    Isabel Sá
    http://brilhos-da-moda.blogspot.pt

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu via de vez em quando na TV mas depois conheci uma e tive de ver do inicio ao fim. Foi The Vampire Diaries e depois comecei a ver outras também. Hoje já não dispenso! Tenho mesmo de ver. É a única coisa na TV que vejo :P

      Eliminar

Obrigada pela tua dúvida, sugestão ou opinião.
Inicia sessão e carrega no botão "NOTIFICAR-ME" para receberes no e-mail futuros comentários incluindo a minha resposta.

A qualquer momento, podes deixar se seguir se assim o entenderes ;)