Opinião do livro Sim! Os animais têm direitos.

Este livro foi-me oferecido pela Chiado Editora e o seu autor é André B. Nunes, licenciado em direito pela Universidade Católica Portuguesa de Lisboa em 2009. Desde então, tem se dedicado ao estudo dos direitos dos animais quer numa perspetiva jurídica quer filosófica.
O livro foi publicado em agosto deste ano. Vou deixar a sinopse que a editora apresenta para terem uma noção mais concreta do que fala.

Sinopse

“Quem nunca leu ou ouviu frases como “o que aconteceria ao Homem se, por algum motivo, tivesse de sacrificar um animal e não o pudesse fazer só por os animais terem direitos”? A dúvida, que é pertinente, faz com que seja imperioso perceber se é realmente verdade que exigir direitos para os animais é incompatível com a vida humana e, por conseguinte, se se justifica concluir que aqueles não são concretizáveis.”
“Quando se diz que a decisão de considerar o bem-estar dos animais é uma questão de escolha e de atitude pretende-se tão somente afirmar o poder que cada um de nós tem para, independentemente da permissão da lei, optar por não exercer esse mesmo poder.”

"Quando comecei a escrever o que viria a ser SIM! Os animais têm direitos estava ainda longe de saber que estava a começar um dos grandes desafios da minha vida. Àquele tempo o meu único objectivo não era escrever um livro, antes e tão somente colocar por escrito tudo aquilo que sentia face ao modo como os animais não-humanos eram tratados. Sentia necessidade de perceber se os argumentos que eram utilizados para negar direitos aos animais não-humanos tinham ou não fundamento, ainda que, confesse, estivesse já inclinado para uma resposta. Na altura, porém, procurei distanciar-me ao máximo daquilo que as emoções me diziam e propus-me a abordar o assunto da forma mais racional possível. Procurei então responder aos principais argumentos de oposição ao reconhecimento de direitos aos animais, o que fiz ao longo de cinco capítulos, findos os quais estou à vontade para afirmar, com convicção, que SIM! Os animais têm direitos."
Eu não quero comentar o conteúdo do livro mas irei comentar no geral. Primeiro, acho que o livro está muito bem construído, especialmente para quem não queria escrever um livro. Depois, este livro acaba por ser uma junção de todos os argumentos usados pelos não defensores dos animais (e como co-argumentar). Eu admiro a eficácia e perspicácia do escritor, assim como a sua paciência. Alguma vez eu conseguia argumentar sem criticar estas pessoas (estúpidas e burras)? Claro, isso é que é verdadeiramente argumentar mas, na minha opinião, pessoas que gostam de causar sofrimento aos outros, humanos ou não, só podem ser doentes mentais. Sim, acho que isso não é natural do ser humano. Enfim, não vamos por aí porque eu não sou assim tão boa a argumentar e não quero ir por essas questões hoje, não é o que me traz aqui.

Como estava a dizer, admiro o autor por pegar em várias questões, "desmenbricá-las", que é como quem diz, pôr por outro português e ir ao fundo da questão sobre várias prespetivas.
Faz-nos pensar em coisas que certamente nunca tínhamos pensado, ou não tão fundo e sobretudo, decidir conscientemente ser defensor ou não de outras espécies, vendo vários aspetos e não só aquilo que queremos ver. Por exemplo, se um não defensor lê o livro (não creio), já não pode ter a desculpa que não sabia que facto X acontecia ou que era assim e assado.
Pelo contrário, para os defensores, são dados mais argumentos e ensinadas mais coisas para prevalecer com os direitos dos animais e como argumentar (a algumas parvóices) dos não crentes nos direitos dos animais, por assim dizer.

O livro toca na moral, na ética, filosofia mas também com questões monetárias (espetáculos com animais, circos, zoo's... por aí) e jurídicas.

Gostei do ler, acho que fazia falta algo assim e deve-se apostar muito na divulgação quer do tema quer do livro.

Outra coisa importante de se referir é que o dinheiro angariado (cada livro custa 9€) pela venda do livro reverte totalmente a favor de algumas instituições/associações animais que o leitor/comprador pode escolher. Saibam mais AQUI.

10 comentários:

  1. Só o título já diz tudo. Aposto que o livro é espectacular :)

    THE PINK ELEPHANT SHOE | FACEBOOK |

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É sim. Recomendo a leitura! Compra o livro, guarda o talão e vai ao site para saberes como podes doar o valor a uma instituição animal.

      Eliminar
  2. Faltou só referires quem andou por ai a divulgar o livro para tomarem conhecimento dele, quem o "descobriu" durante uma pesquisa que demorou horas no site da chiado =P ;)

    ResponderEliminar
  3. É verdade, faltou-me isso. :S
    Descobri-o por causa do teu passatempo. Também eu já gastei horas à procura deste tipo de livros no site da Chiado mas nunca me tinha dado de caras com este. Temos de dar a sugestão de mudar um bocadinho o sistema daquilo. Que achas? Se calhar pôr por temas em vez de coleções...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu já lhes disse isso tudo e disseram que agradeciam a sugestão, bla bla.
      Disse que não fazia sentido misturarem livros brasileiros com portugueses, para separarem tipo nacionais e outros e assim.
      Aquilo é uma confusão.
      Eu já fiz a minha sugestão, se nos juntássemos mais e déssemos a nossa opinião talvez mudassem :/

      Eliminar
    2. Envie um email à pessoa que está responsável pela parceria com o meu blog.

      Eliminar
    3. Nem sei qual é a minha. Já falei com umas 2 ou 3...

      Eliminar
  4. Exactamente como eu, aliás acho que vai na quarta ou quinta, mas olha podemos juntar umas quantas bloggers literárias e leitores e enviar todos o mesmo texto, titulo no assunto e para o mesmo email, para o departamento de markting ou algo do género

    ResponderEliminar

Obrigada pela tua dúvida, sugestão ou opinião.

Se queres acompanhar futuros comentários incluindo a minha resposta, carrega no botão "NOTIFICAR-ME"