Mudar o mundo (sendo vegano)

Este post vi-o no blog "Crónicas Solidárias". Achei-o muito interessante e digno de ser visto por todo o mundo. Por isso mesmo, decidi vir compartilha-lo com vocês para que também possam mudar o mundo e ajudar a divulgar esta causa.


"

Muda ao Mundo

Envolve-te!

Afinal, como é que podes mudar o mundo? O mundo muda-se um vegano de cada vez.  Ser vegano significa respeitar o direito dos outros animais a não serem explorados, e a coisa mais importante que podemos fazer para ajudar os animais (depois de nos tornarmos veganos) é educar e sensibilizar outras pessoas para se tornarem veganas.
Raposa

Ferramentas Para Mudar o Mundo

Aquilo de que NÃO precisas:

  • Não precisas de pertencer a nenhuma organização.
  • Não precisas de fazer nenhum donativo.
  • Não precisas de assinar nenhuma petição.
  • Não precisas de ir a nenhuma manifestação.
  • Não precisas de muitos recursos.

Aquilo de que precisas:

  • Entusiasmo e informação. Para sermos bons mensageiros, temos de estar informados sobre o que significa ser vegano/respeitar os animais e temos de transmitir a informação de forma entusiástica. Pode tornar-se cansativo estar a responder sempre às mesmas perguntas (às vezes, perguntas idiotas), mas é um esforço que vale a pena pelos animais.
  • Uma atitude compreensiva e uma mente aberta. Não podemos educar outras pessoas se julgarmos que as outras pessoas são más, são estúpidas ou não querem saber dos animais. Embora muitas pessoas possam parecer cruéis ou indiferentes aos outros animais, as aparências iludem e a maioria das pessoas está genuinamente interessada em agir de forma correcta.
  • Uma atitude não-moralista. Jamais devemos julgar as outras pessoas por estarem envolvidas na exploração animal. Aquilo que nós condenamos são as práticas de exploração animal, não são as pessoas. Além do mais, praticamente todos nós já estivemos do lado de quem explora.
  • Uma atitude não-violenta e não reagir a provocações. OK, isto é tão certo como 2+2 serem 4: quando tentamos sensibilizar outras pessoas para respeitarem os direitos dos animais, muitas respondem com provocações. Na maioria das vezes, estas provocações (que podemos considerar mais ou menos ofensivas) não passam de uma defesa da parte de alguém que é confrontado com uma questão incómoda. Estas pessoas não são casos perdidos e, se respondermos de forma calma e educada, a discussão pode tornar-se sensata e produtiva.
O respeito pelos direitos dos animais é uma mudança que tem de partir da sociedade civil. Não é o Governo que vai mudar as coisas nem são as leis que vão obrigar as pessoas a respeitarem os animais. A legislação segue a evolução da sociedade e não o contrário. O poder e a responsabilidade de tornar a sociedade mais justa cabe a todos e a cada um de nós enquanto cidadãos.

http://www.mudaomundo.org"

Sem comentários:

Enviar um comentário

Obrigada pela tua dúvida, sugestão ou opinião.
Inicia sessão e carrega no botão "NOTIFICAR-ME" para receberes no e-mail futuros comentários incluindo a minha resposta.

A qualquer momento, podes deixar se seguir se assim o entenderes ;)