Numerologia e compatibilidades

O tema compatibilidades, é talvez aquele tema, que de mãos dadas com as previsões para o futuro seja aquele que mais curiosidade gera, e que é mais pedido.
Assim sendo, decidi para este post fazer uma versão muito básica e simples acerca das compatibilidades entre números.
Vou generalizar ao máximo, pois torna-se impossível em poucas palavras fazer algo muito composto, no entanto fica o post a titulo de curiosidade.

Vou usar como molde o número referente à personalidade, ou seja, ao dia de nascimento. Já conhecem o processo, números acima de 10 reduzem-se a 1 só dígito. (neste caso reduz-se o 11 e o 22 também) para evitar um post muito extenso.
Exemplo: 28/10/1 (2+8=10/1+0=1)
Ou pelo número de vida (ver aqui)


Advirto para o facto de este post ser bastante resumido.


Quando o 1 encontra com outro 1

Não é uma combinação fácil, já que como são muito iguais, tendem a cada um querer impor as suas vontades sobre o outro. Quando equilibrados poderão ajudar-se mutuamente no sentido da abertura de caminhos e inovação.

Quanto o 1 encontra com o 2

O 1 é líder por excelência, já o 2 tem em si a capacidade de colaborar. Quando equilibrados podem resultar muito bem, no que toca a trabalhar em equipas. Quando desequilibrados, o 1 pode tornar-se mais autoritário, levando o 2 a ser mais submisso.

Quando o 1 encontra com o 3

Sendo que o 1 é inovador e o 3 criativo, essa combinação de ambos pode resultar bem. Devem, porém, ter disciplina mútua para conseguir ir adiante. Quando desequilibrados poderão entrar em conflitos desnecessários, pois o 1, é mais autoritário e o 3 não aceita ordens, o que pode resultar em conflitos desnecessários.
Quando um 1 encontra com o 4

Pode resultar bem, já que o 1 é dinâmico e original, e tem capacidade para inovar, acaba por necessitar da capacidade de organização estruturada que o 4 lhe pode promover, para assim conseguir por em pôr em prática tudo aquilo que criou. O 4, pode, no entanto, irritar um pouco o 1, pois é mais ponderado e cauteloso, e o 1 mais ousado. Já o 1 pode irritar o 4 dado que é mais impulsivo e não conhece a energia da paciência.

Quando o 1 encontra com um 5

Pode ser um cruzamento que dê fogo, já que são ambos rápidos. Pouco pacientes e criativos. Ambos versáteis e dinâmicos são efetivamente muito semelhantes, sendo-lhes por isso, muito fácil conviverem, porque sem compreendem mutuamente, no que toca à liberdade e aventura na busca de novas oportunidades. Em desequilíbrio, a impaciência que ambos possuem pode causar uma certa desarmonia.

Quando o 1 encontra com um 6

Esta combinação pode não ser a mais fácil do mundo, já que ambos funcionam com energias completamente opostas. Enquanto o 1 é mais individualista, o 6 é mais preocupado em ajudar o outro. Logo torna por aí a relação difícil. Pelo que o 1, pode ficar mesmo impaciente com a preocupação trazida pelo 6, por outro lado, o 6, não gosta do lado individualista do 1, achando-o frio e distante, e nalguns casos, arrogante. Caso não consigam compreender a natureza um do outro, esta relação pode não ser a melhor.


Quando o 1 encontra com o 7

São ambos muito semelhantes, pois ambos têm preferência pelo afastamento e pela independência. Logo, compreendem-se na perfeição. O 7 tem conhecimento, pois investiga e tem gosto por aprofundar conhecimentos, ao passo que o 1 gosta de inovar em novas coisas, logo, enquanto o 7 pesquisa e investiga, a 1 recria e coloca originalidade. Em desequilíbrio, podem manter-se tão frios e distantes que acabem mesmo por trabalhar cada um para seu lado, sozinhos, até porque nenhum dos dois é paciente, logo, podem entrar em conflitos.


Quando o 1 encontra um 8


Nem sempre uma dupla boa, dado que ambos têm tendência para tomar decisões por si. Até porque é precisamente isso que os pode fazer entrar em conflito. Pelo que devem procurar chegar a acordo, para que se possam dar bem, caso contrário podem mesmo acabar por desentender-se seriamente. Têm ambos uma personalidade muito forte.


Quando o 1 encontra um 9


Pode resultar numa boa dupla, sendo que o 1 é criador e original, e o 9, é munido de uma vasta compreensão da condição humana e da vida em geral. Pelo que poderão ajudar-se mutuamente, o 1 necessita da sabedoria do 9 para criar melhores coisas, já o 9 bebe um pouco da habilidade de criar do 1.
Em desequilíbrio, ambos podem ser demasiado egoístas acabando por ir cada um para seu lado.


Quando um 2 encontra com outro 2

Uma vez que tendem a compreender-se bem, podem resultar bem enquanto dupla, já que ambos são munidos de sentido de colaboração e ambos se preocupam com os outros em geral. Mas são apenas isso, cooperantes, já que a energia do 2 não é muito criativa nem dinâmica. No entanto será uma dupla sensata. Em desequilíbrio ambos podem ser hipócritas, falsos e completamente desinteressados, levando-os a não cooperar e a serem insensíveis ao que se passa ao seu redor.


Quando um 2 encontra com um 3

Tende a ser também uma boa relação, já que o 2 colabora e tem tato diplomático, já o 3 gosta de conviver de forma alegre e é também criativo logo, tendem a ser uma dupla fácil de ser gostada pelos outros. em desequilíbrio, o 2 pode ferir-se com a frontalidade do 3.


Quando o 2 encontra com um 4

Outra dupla que liga bem é esta. Enquanto o 2 traz harmonia e compreensão, o 4 traz estrutura e firmeza à relação de ambos. Ambos ligam bem porque são ambos equilibrados e por norma calmos e ponderados. Nem pretendem competir.
Em desequilíbrio, ambos podem amuar com determinadas coisas, acabando por gerar um muro de silêncio entre ambos o que dificulta a relação.

Quando um 2 encontra com um 5


Pode ser uma combinação menos fácil pois pertencem ambos a polaridades opostas. O 2 é calmo e tenta harmonizar tudo, o 2 aceita melhor as coisas que o 5 que é mais insatisfeito. Logo, o 5 acaba por chocar com o 2 por esse motivo, achando o 2 pouco sincero e pouco seguro. Já o 2 choca com a impulsividade, inquietude e insatisfação do 5.


Quando um 2 encontra com um 6


É uma relação fácil dado que ambos se preocupam com os demais e gostam de cuidar e ver as pessoas me paz e felizes, não devem viver unicamente para os outros esquecendo-se de si mesmos.
Em desequilíbrio, ambos podem tornar-se inseguros e podem magoar-se com facilidade, adotando posturas menos benéficas para ambos.

Quando um 2 encontra com um 7

O 2 gosta de harmonia e de paz, já o 7 gosta de silêncio e de ter o seu espaço, logo, podem ambos querer o silêncio. Pode não ser uma dupla fácil, pois o silêncio em excesso também não lhes traz comunicação suficiente. Podem por outro lado, podem cair em extrema sensibilidade, já que o 7 é frontal e pode facilmente magoar o 2, já o 2, ao seu jeito diplomático pode dizer algo que o 7 não goste de escutar.
Em equilíbrio, o 2 coopera e o 7 traz conhecimento, logo podem fazer uma boa dupla.


Quando um 2 encontra com um 8


Esta relação depende um pouco da força que o 2 tem. Se o 2 for mais forte e confiante, pode resultar muito bem, pois o 8 traz precisamente dinamismo e força à sua vida, até porque o 8 tem em si a capacidade de materializar. O 2 enquanto ser harmonioso que é apoia o 8, mas nunca conseguirá ser líder do 8.
O 8 tende a ser muito forte e o 2, se não for forte, poderá ser completamente “apagado” pelo 8.


Quando um 2 encontra com um 9

A compreensão que ambos possuem acerca da condição humana faz dos dois uma excelente dupla, pois ambos possuem conhecimento e sensibilidade acerca do mundo. Em desequilíbrio a relação pode ser mais difícil, já que o 9 se pode tornar mais egoísta fazendo com que o 2 se magoe. Já o 2 pode sentir-se desinteressado fazendo com que o 9 se sinta sem ambição ou sem rumo, adotando uma postura mais pessimista.


Quando um 3 encontra com outro 3


É uma dupla fantástica já que são ambos iguais, logo podem funcionar muito bem. São ambos criativos, alegres e ambos adoram conviver, pelo que alegria não faltará. Mas, por outro lado, são ambos desconcentrados, andam mais no mundo da lua, pelo que devem aprender a desenvolver um foco, e a materializar ideias. Em desequilíbrio, são ambos muito emotivos e frontais, levando-os a explodir facilmente acabando por gerar conflitos.


Quando um 3 encontra com um 4


Pode ser uma relação mais difícil já que o 3 gosta da vida social e de festa, já o 4 tem gosto pelo dever e pela estrutura, e pelo trabalho. Logo, pode gerar um conflito entre ambos, até porque, o 3, tende a gastar mais do que o que tem, já o 4, tende por vezes até a ser muito poupado. O que gera conflitos. (no caso de um casal). Deverá haver um esforço de ambos para que se entendam pelo melhor.


Quando um 3 encontra com um 5


Acabam por estar ambos em harmonia, já que ambos gostam praticamente das mesmas coisas, no que toca à diversão. Além do mais, ambos se tocam no ponto da originalidade, criatividade e na impulsividade também um pouco, pelo que ambos acabam por ser semelhantes.
Vivem cada momento como se fosse único e último, o que nem sempre os leva à solidez, pelo que devem desenvolver disciplina. em desequilíbrio a impulsividade de ambos pode voltar-se contra eles.


Quando um 3 encontra com um 6


Ambos se ligam pela vida social, mas o 3 é mais festivaleiro, já o 6 mais solidário, porém, apesar de diferentes nesse aspeto, têm facilidade em travar conhecimentos novos. Devem nutrir a sua relação, pois (no caso de um casal) têm tendência a dispersarem. O 3 dispersa muito, já o 6 acomoda-se. Em desequilíbrio, ambos podem adotar posturas mais pessimistas da vida, coisa que não os ajuda.


Quando um 3 encontra com um 7


Não é a relação mais fácil do mundo, já que o 3 gosta é de festa, e de conviver, e o 7, por seu lado, prefere o silêncio e a calma. Caso respeitem o espaço um do outro, o 3 acaba por espevitar o 7 e o 7 por trazer calma ao 3. Caso contrário a convivência pode ser menos fácil. Têm ambos tendência para a não materialização das coisas, o 3 por ser mais aéreo, já o 7 por se isolar demais.


Quando um 3 encontra com um 8


O 3 como ser criativo que é, poderá dar brilhantes ideias ao 8, e este poderá ajudar o 3 com a sua capacidade de concretização. E caso se foquem nisso, poderão ter sucesso. Em desequilíbrio, ambos detestam ordens, pelo que pode tornar a convivência difícil.


Quando um 3 encontra com um 9


Ambos têm muitas ideias e são criativos, por isso as suas capacidades combinam na perfeição. Porém, como ambos estão mais descentrados da terra, acabam por nem sempre conseguir concretizar muito. Em desequilíbrio, ambos são muito dramáticos, o que os pode levar facilmente a fazer uma tempestade num copo de água.


Quando um 4 encontra com outro 4


Ambos necessitam de ter estrutura, pelo que são ambos trabalhadores, organizados e construtores, logo, isso faz deles, uma boa dupla, porque ambos se voltam para o mesmo sentido. No entanto, tendem a auto-limitar-se o que pode constituir um entrave. Por outro lado, são ambos bastante ponderados e não gostam de arriscar. Em desequilíbrio, ambos são muito teimosos e dificilmente dão o braço a torcer, logo, isso pode trazer uma convivência difícil.


Quando o 4 encontra com um 5


São ambos de mundos opostos, logo, esta combinação não é de todo a mais fácil. O 4 possui um sentido de dever e de trabalho muito acentuado, é prático, procura segurança e gere bem o dinheiro. Já o 5 não se preocupa muito com os deveres, vive de forma mais leviana e impulsiva, gosta de mudanças, contrariamente ao 4, e também, contrariamente ao 4 adora liberdade, e poucas rotinas. Para que ambos se entendam pelo melhor será necessário que o 4 consiga encontrar no 4 a estabilidade e segurança que lhe faz falta, e o 4 a liberdade e frescura do 5. Caso contrário acabam por chocar pela sua diferença significativa.


Quando um 4 encontra com um 6


O 6, necessita de equilíbrio, trazido pelo 4. Já o 4 é seguro, acabam por se compreender. Por outro lado, o lado mais sensível do 6 acaba por atenuar a rigidez do 4. Já o 4 traz equilíbrio ao confuso 6. Em desequilíbrio, podem ambos acomodar-se, o 6 adiando as coisas, deixado andar, e o 4 autolimitando-se.


Quando um 4 encontra com um 7

Sendo que o 4 vive para concretizar e o 7 para investigar, podem formar uma boa dupla. Um investiga, o outro faz. Até porque o 7 acaba por ter uma capacidade de análise muito forte, e isso aliado á capacidade que o 4 tem para dar importância a pormenores é fantástico no que toca a realizarem algo juntos.
Em desequilíbrio, a inflexibilidade do 4 pode ser alvo de criticas por parte do 7. Já o 7 pode stressar facilmente com a rigidez do 4, pois este não gosta de fazer algo sob pressão.


Quando um 4 encontra com um 8

Normalmente resultam bastante bem. O 8 acaba por ter uma visão mais abrangente das coisas, até porque tem talento para o negócio, já o 4 é mais voltado para os pormenores. Ou seja, o 4 consegue pôr tudo o que o 8 idealiza em prática, de forma extremamente segura, pois o 4 pensa muito antes de agir. Em desequilíbrio ambos podem ser gananciosos, o que só pode estragar a relação.


Quando um 4 encontra com um 9

Enquanto o 9 é completamente desapegado da matéria e mais voltado para o amor universal, o 4 é mais voltado mara a matéria e para as coisas mais físicas, logo, esta dupla pode não ser fácil. O 9 tende a não ser poupado, até porque gosta é de doar, por vezes retirando de si. o 4 é bastante poupado e pode ser considerado materialista pelo 9. No entanto, caso se proponham a tal, o 4 pode aproveitar a visão que o 9 tem do mundo, para construir algo.


Quando um 5 encontra com outro 5


Esta dupla, pode não ser nada fácil, mas pode ser produtiva ao mesmo tempo.
Ambos são impulsivos, instáveis e insatisfeitos, logo, podem fartar-se depressa um do outro, mas ambos são curiosos e inteligentes, e querem sempre mudanças e transformação, por isso o fator surpresa acaba por poder funcionar bem, caso se proponham a tal. No caso de relações entre casal, pode ser difícil a conivência, pois ambos têm na liberdade uma prioridade, fazendo com que a relação seja mais sexual que sentimental.


Quando um 5 encontra com um 6

Uma dupla um pouco improvável. O 6 necessita de equilíbrio e harmonia, exatamente o oposto do 5, que quer é liberdade e aventuras. Em casos de casais. O 6 que necessita de estabilidade irá perdê-la com o 5, acabando por se tornar ciumento, pois o 5 com o seu espirito aventureiro não dá segurança ao 6 que é também inseguro. Por outro lado, o 6 adora beleza, logo pode dar um toque especial às ideias do 5, e por sua vez o 6 poderá ver a vida sob um ponto de vista mais aventureiro.

Quando um 5 encontra com um 7

Outra dupla que pode não resultar bem. O 7 necessita de silêncio e gosta que respeitem o seu espaço, já o 5, é um reboliço aos olhos do 7. No entanto, o 5, como é bastante divertido, acaba de certa forma por animar o pacato 7, ao passo que o 7 pode ensinar o 5 a acalmar toda aquela sua energia esgotante. Havendo compreensão das suas diferenças, poderão resultar bem. Por outro lado, a capacidade mental do 7, em conjunto com a criatividade do 5 pode ser muito vantajosa para ambos.



Quando um 5 encontra com um 8
Ambos necessitam de estar sempre em movimento, embora em formas diferentes. O 5 adora mudanças e arriscar em nocas coisas, o 8 necessita de ter sempre projetos. Ao passo que o 8 gosta de criar e construir projetos, o 5, como é também criativo e transformador, dá mais ênfase ainda à parte criativa do 8, ao mesmo tempo o 8 acaba por trazer o 5 um pouco à terra, ensinando-lhe bases para que este possa concretizar algo. Logo, a dupla tende a ser muito dinâmica. Em desequilíbrio, podem entusiasmar-se de tal forma que acabem por impacientar-se, gerando mesmo conflitos.

Quando um 5 encontra um 9

O 9 como ser que tem sabedoria interior, acaba por gostar imenso da versatilidade, do entusiasmo e do dinamismo do 5. Já o 5 aprecia a capacidade de fazer parte que o 9 tem, até porque o 5 adapta-se muito bem às situações novas. Já o 9 deixa-se levar pela imaginação do 5. O 5 é também curioso e bastante ágil, e vai interessar-se espontaneamente pelos conhecimentos trazidos pelo 9. Já o 9 acaba por dar bases ao 5 para criar ainda mais, mas, melhor, sem ser tão aéreo. Em desequilíbrio a impulsividade e irresponsabilidade do 5 podem desiludir o 9, já o 5 pode aborrecer-se com o pessimismo do 9.

Quando um 6 encontra outro 6

É uma dupla harmoniosa que promove amor e gosto por cuidar, porém, tende a não evoluir, pois são muito semelhantes, logo podem entregar-se ao comodismo, e não avançarem. Ambos têm gosto pela estabilidade, e pela calma, optam sempre pela paz, muitas vezes não dizem as coisas, só para não magoar os outros. no caso de um casal, a convivência é agradável, porém não existirá criatividade para evoluir. Em desequilíbrio, ambos tendem a adotar posturas de vítima, logo, tonará convivências difíceis, pois ambos vão querer ter a sua razão.


Quando um 6 encontra um 7

Não é fácil esta dupla, pois o 6 é dedicado aos outros e rege-se mais pelas emoções, já o 7, é mais mentar e mais distante dos outros. o que pode levar à não convivência sequer, já que são de mundos muito opostos e com valores muito distintos, logo, a compreensão mútua iria ser quase nula. Para entrarem em harmonia, terão de respeitar o espaço um do outro e aceitar a natureza de casa um.

Quando um 6 encontra um 8

O 8 como ser ligado á matéria que é, tende a ser um idealista eternamente construtor, que necessita de ter sempre projetos para se sentir realizado, como trabalhador que é, necessita de apoio e estabilidade para que possa sentir-se apoiado e feliz também, logo, essa estabilidade pode ser-lhe trazida pelo 6 que lhe traz apoio emocional. Em casos de casais, o 8 seria o membro que trabalha e ganha o dinheiro, e o 6, o que fica em casa de apoio à família. Em desequilíbrio, o 8 pode adotar uma postura mais dominante, trazendo à tona o lado mais inseguro do 6.

Quando um 6 encontra um 9

Ambos se interessam pelos outros, por servir, no fundo, pelo que ambos se regem pelos mesmos valores. Sendo que o 9 acaba por ser mais abrangente no seu amor incondicional que o 6, porém, são semelhantes. Porém claro, de tão focados que tendem a estar nos outros, acabam por se descurar a eles mesmos, levando a que não criem bases para si. em desequilíbrio, o pessimismo pode afetar ambos, já que acabam por adotar posturas mais descrentes, quer para eles mesmos, quer para os outros.


Quando um 7 encontra outro 7

Ambos se regem pelos mesmos valores e padrões, o que nem sempre se verifica um benefício. Mas, são ambos intuitivos, e muito mentais, inteligentes observadores e ambos apreciam o respeito pelo seu espaço. Ora, nalguns casos, dada a sua intuição, as palavras acabam por não fazer parte da sua relação, já que se entendem tão bem. Por outro lado, uma vez que ambos apreciam silêncio, também não serão os melhores anfitriões de festas. Porém, uma vez que ambos adoram aprofunda conhecimentos, poderão crescer um com o outro nesse campo. Em desequilíbrio, ambos poderão encontrar na critica um ponto para ferir o outro, assim como também são ambos frios e com tendência para o cinismo.

Quando um 7 encontra um 8

Ambos possuem capacidades mentais, logo isso será um ponto a favor. Mas o campo mental especifico onde cada um vive é diferente. O 7, é mais mental ao nível do estudo. O 8, é mental, mas mais voltado para a prática. Mas, o 7, é por normal mais calmo, e pode aparentar inércia perante o 8, já o 7, pode impacientar-se com a necessidade de movimento do 8. O 8, como é mais ligado à matéria, pode sentir que cai tudo em cima de si, pois o 7 não é nada ligado à matéria e deixa isso para que tem realmente talento. O que claro, pode gerar conflitos, pois o trabalho todo para o mesmo não dá bom resultado. Porém, caso consigam colocar as suas capacidades mentais num sentido único, serão bem-sucedidos.

Quando um 7 encontra um 9

São ambos intuitivos e ambos têm uma vasta sabedoria interior que os leva a compreender melhor o mundo e a vida em geral, logo, têm ambos mentes muito abertas para tudo o que lhes possa surgir. Assim, podem criar afinidade precisamente por isso, pelos seus mundos serem tão parecidos. O 7 é curioso e adora explorar conhecimentos, e o 9 traz-lhe mais sabedoria ainda ao seu já vasto mundo. Por outro lado, o 7 traz o conhecimento mais concreto, que aprofunda ainda mais a sabedoria do 9. Em desequilíbrio podem ser ambos muito críticos, e por vezes até vingativos.

Quando um 8 encontra outro 8

É uma dupla forte, quer para o lado construtivo quer para o destrutivo. Caso não estejam em pela sintonia, poderão mesmo vir a destruir-se mutuamente, pois pretendem ambos o mesmo. A liderança. Se trabalharem ambos em função do progresso, nada os deterá, porém, caso se encontrem ambos em posições competitivas, poderá ser mais delicado, já que ambos gostam de prestígio. No entanto, caso se compreendam, acabam por saber colaborar um com o outro.


Quando um 8 encontra um 9

Não é uma dupla problemática, pois o 8, é ligado à matéria e a criar, e o 9 completamente desprendido da matéria e não liga nenhuma a isso, logo, podem ajudar-se. O 8 traz capacidade prática ao 9, e o 9, traz conhecimentos e integra o 8 na sociedade. Acabando por gerar dinamismo entre ambos não deixando a relação apagar. Em desequilíbrio podem chocar pelos mundos opostos, ou seja, o 8 pela sua competitividade e ambição pode chocar o 9 que é desapegado, já o 9, pode deixar o 8 irritado pela sua pouca preocupação pelos aspetos materiais.

Quando um 9 encontra outro 9

É uma dupla maravilhosa dado que ambos vivem em realidades iguais, logo, não só se compreendem bem, como se complementam. São ambos ligados à universalidade e ao amor incondicional, assim acabam por viver para os outros e para a ajuda ao próximo. Completamente desapegados. Uma vez que são também intuitivos, a sua parceria poderá ser ainda mais forte e poderosa. Por outro lado, são também perspicazes, e esforçados, pelo que poderão chegar muito longe. Em desequilíbrio, poderão desanimar um pouco perdendo a força, mas como são otimistas resolvem tudo pelo melhor.

Sammydress - gabardine, casaco patudo e acessórios de manicure


Sim, eu misturo algumas coisas bem diferentes quando te apresento os produtos que recebo destas lojas mas é só porque encomendo sempre coisas variadas e quando venho escrever sobre elas, divido por encomendas. É mais fácil de me organizar, e creio que é mais fácil de ver também.

Hoje venho então escrever sobre uma gabardine, um casaco para cão e três acessórios de manicure: um conjunto de raspador e carimbo e um suporte de verniz. Já te explico melhor, continua a ler.


A gabardine é leve e tem molas para apertar no entanto, ela ficou-me enorme e larga e por isso, não a uso. Era também só para ir à rua quando está a chover. Eu queria algo comprido mas ficou mesmo largo e nem sei o que pareço... Ela tem também um grande logótipo atrás, eu não gosto muito. Podia ter feito uma escolha melhor, esta não correu muito bem :/

O segundo artigo que encomendei é o casaquinho para cão vermelho. Ele é polar, ligeiramente impermeável e tem uma pequena barrinha refletora. Podia ter no casaco todo, assim era mais seguro para andar à noite. A barrinha é só na zona do pescoço e quando a "gola" está dobrada, nem se vê.

Ele também tem o pormenor da abertura para prendermos a trela à coleira ou ao peitoral. Assim, o casaco fica por cima (da coleira ou peitoral) e é muito melhor, mais prático e confortável. Essa abertura tem um fecho, caso não queira usar.
O casaco tem uns acabamentos muito bons, é resistente e muito quentinho. Sem dúvida, uma ótima compra! O tamanho veio perfeito, porque eu tirei as medidas e segui as indicações que estavam no site da Sammydress.

Agora vou-te explicar como e para que é que serve o acessório de suporte. Basicamente, ele é um suporte onde colocas o verniz quando estás a pintar as unhas. Podes inclinar o frasco e ele não entorna ou cai. 


E imagina que dás uma pancada, não intencional, no frasco. Sem o suporte, ele ia tombar e entornar. Assim já não.

Nalguns vernizes fica folgado mas funciona na mesma. O material é de silicone e por isso, não escorrega. Acho que ele poderia ter uma base maior para assentar na perfeição com os frascos de diversos tamanhos e formatos, assim como está a base deforma-se ligeiramente com certos frascos.

Os outros acessórios, o carimbo e o raspador são para fazer nail art. Eu escolhi-os por serem transparentes e assim já consigo aplicar o desenho que quero na unha, onde quero. Porque consigo ver através do carimbo.

O carimbo que eu usava até agora, é rosa e opaco. Ou seja, eu punha o verniz na placa, raspava (às vezes tinha de raspar duas vezes porque o raspador era rosa e eu não estava a ver) e depois carimbava o desenho que queria, mas às vezes não ficava bem. Depois, ao carimbar na unha, era muito difícil ver se estava no sítio certo ou não, tinha de ser "a olha". Agora, com este novo kit consigo ver tudo e acerto sempre no local que pretendo. Adorei!!!


E pronto, nesta encomenda foram só estas três coisas e o que mais gostei foi o casaco para cão que é mesmo muito bom e o preço compensa totalmente. Cá, nunca vi nenhum deste género. E tu?

Uma Tentação (Ácida)

É impossível resistir ao cheiro delicioso de uma cesta de maçãs vermelhinhas...é impossível resistir a dar uma trinca, é impossível não querer parar no tempo a apreciar o bom sabor delas, e é impossível não apreciar este produto!

Fonte
Esta gama da Embelleze, a Tentação Ácida, tem uma fórmula natural à base de vinagre de maçã para um cabelo brilhante e suave, uma tentação (ácida) impossível de resistir!

Dela fazem parte...


Mas hoje, dedico o post apenas ao spray condicionante que pode ser usado de três modos:

Modo de uso 1 - pré-champô: com os cabelos secos, borrifar o spray em toda a extensão. Deixar agir por 5 minutos. Enxaguar e prosseguir com a lavagem, utilizando champô e tratamento condicionante.

Modo de uso 2 - entre o champô e o tratamento condicionante/máscara:
lavar os cabelos com champô e enxaguar. Retirar o excesso de água com uma toalha e borrifar sobre os cabelos ainda húmidos. Deixar agir por 5 minutos. Aplicar o tratamento condicionante/máscara e deixar agir conforme a indicação. Enxague e finalize como de costume.

Modo de uso 3 - pré-escova: com os cabelos já limpos e ainda húmidos, borrifar sobre o cabelo em toda a extensão. Pentear e seguir com a escovagem, se desejar usar a prancha.

Obviamente que já experimentei e já usei de todos os modos referidos e tenho um preferido! Adoro usar o Modo de uso 1 e até acho que é o que tem mais resultados. O meu cabelo fica mais brilhante, sedoso e aguenta mais tempo limpo. Para mim, este spray potencializa o efeito do meu champô (que agora é o Novex Pra Bombar). Com o champô da linha, o efeito deve ser estonteante!!

Entre o champô e o amaciador, noto igualmente o brilho espetacular mas não acho que seja tão eficaz.

No último modo de uso, eu acho que poderia ser mais eficiente a ajudar a pentear e a desembaraçar. Em relação a isso, prefiro usar a minha máscara Pra Bombar ou o spray 10 em 1 Queratina Brasileira.


Tirando isso, o brilho natural que este produto deixa nos meus cabelos é um máximo. Ainda por cima, eu tenho reflexos claros que ficam destacados quando o uso, é um máximo! É a loucura ;)

O facto de a marca não testar em animais, e este produto não ter sal, silicones, parabenos ou petrolanos é ótimo!!!

Apesar de gostar muito, tenho um pequeno "defeito" a apontar: é que os 120ml acabam-se bem rápido. Ou sou eu que uso muito :P e é verdade. Ele está praticamente no fim, eu ando a poupar....

Aproveito e deixo também uma dica de um aspeto que eu gostava mesmo que fosse melhorado, que é o cheiro. O spray enxague condicionante reconstrutor não têm aquele cheiro doce das maçãs característico nem o cheiro ácido do vinagre. Têm um cheiro equilibrado entre os dois, que é agradável mas aguenta pouco tempo no cabelo (pelo menos no meu). E eu, quando recebi este produto, tencionava usá-lo também para perfumar o cabelo (ao mesmo tempo que o cuido) e assim não dá porque a duração do cheiro é apenas de algumas poucas horas. Gostava mesmoooooo que durasse mais tempo este cheirinho perfeito. Fica a dica!!

E tu, já usaste este produto?
Tens de experimentar!

Não me sai da cabeça #11

Olá!

Já há muito tempo que não te mostrava a música que me anda a atrofiar a cabeça.

Desta vez é uma sobre o verão e em português!


Não costumo gostar muito mas esta ficou.


Deolinda - Corzinha de verão



Vocês gostam deste tipo de música?

Suporte arrumador de sapatos - Sammydress

Tu sabes que eu adoro mandar vir utilidades da internet, nomeadamente das páginas com quem tenho parceria.

Uma vez, há algum tempo, mandei vir um produto parecido com este, uma arrumador de sapatos onde dá para colocar um em cima do outro sem ocupar muito espaço. Dessa vez, correu mal e ele chegou a mim partido mas agora, decidi voltar a mandar vir outra versão e correu tudo bem.

Este modelo tem o ângulo ajustável, e assim consigo usar para arrumar sapatos rasos ou com salto. 


O plástico é muito mais rijo e resistente. Gosto muito mais deste modelo. E os meus sapatos ficam organizados e sem ocupar tanto espaço.

Maravilha!

O próximo passo é mandar vir mais e organizá-los todos desta maneira ;)